O QUE É UM CASAMENTO CELTA?

A simbologia do feminino é uma das muitas presentes neste tipo de cerimónia.

O cálice presente no altar representa a energia feminina. O noivo pode entrar levando um bastão representante da energia masculina.. Um pouco antes da troca de alianças, as mãos do casal são entrelaçadas com uma fita. O laço representa a ligação que o casal deve ter quando casados. Tudo tem um significado. Nada dentro desta cerimónia é por acaso.

Os padrinhos e pais têm papel activo dentro deste tipo de cerimónia. A função dos padrinhos é trazer elementos que fortaleçam o casamento. Podem levar objectos que simbolizem os quatro elementos. Uma cesta de pães simboliza a terra; uma essência simboliza a água; incensos representam o ar e a vela representa o fogo.

Os padrinhos entram depois dos noivos, levando pequenos presentes que representam sentimentos. As pessoas que iam nas antigas festas celtas levavam o que tinham de melhor. Este preceito  mantém-se e os padrinhos levam aquilo que têm de melhor para os noivos: a alegria, a prosperidade, a luz, o amor e a vida.

Os pais também recebem reverências nesta cerimónia. A  figura dos ancestrais era bastante cultuada entre os celtas. Por isso, em certo momento do ritual, os ancestrais dos noivos são invocados para estarem presentes.

Na tradição celta, os próprios noivos fazem seus votos. Tudo isso torna a cerimónia bastante íntima e personalizada. O casal recebe muito afecto e carinho, além de também se manifestar. A nossa vida não permite expressar os afectos a quem amamos,  e o ritual representa uma oportunidade para isso.

Os nove momentos da cerimónia

1. Introdução

A sacerdotisa  avisa aos presentes que a cerimónia acolhe adeptos de todas as religiões. Na mesma é explicado aos convidados o que representa cada elemento. Há uma riqueza de símbolos, mas é importante que as pessoas compreendam os significados.

2. Ritos iniciais

É o momento da entrada dos pais do casal e do noivo. O caminho percorrido até o altar simboliza as escolhas de vida que os noivos fizeram até então. Perto do altar, há uma mandala no chão, feita com folhas e pétalas, chamada ponto de união. Representa o ponto da vida em que os dois se encontraram. O noivo aguarda ali.

3. Acolhida

É quando entram as crianças. Meninas jogam pétalas no chão, simbolizando pureza e graça. Já os meninos atiram sementes, símbolos da prosperidade, e tocam sinos, que representam alegria. Em seguida, entra a noiva, que encontra o noivo na mandala.

4. Purificação

A sacerdotisa  lava as mãos do casal com água e sal. A água é transparente, como a nossa conexão com os  Deuses .O sal serve como catalisador de energias negativas. Em seguida, os noivos ficam ao lado dos sacerdotes.

5. Oferendas

O casal escolhe previamente um ou dois amigos para serem “dagdas” da amizade, pessoas para representar bondade e sabedoria. Os dagdas preparam um texto sobre amizade e, nesse momento, lêem para os noivos.  Os padrinhos oferecem objectos especiais para os noivos, como um pote de semente para trazer prosperidade, uma mandala branca simbolizando paz ou velas representando sabedoria. Depois, acontece a “oferenda do amor”, em que a noiva lê uma carta que escreveu para o noivo, e vice-versa.

6. Palavra

A sacerdotisa  fala sobre a importância das alianças e, em seguida, entram os “dagdas da aliança”. São parentes, geralmente crianças, escolhidos pelos noivos, que entregam os anéis.

7. Alianças

Os pais dos noivos se aproximam do casal e seguram as alianças. Os noivos fazem uma leitura de agradecimento aos pais e, depois, a família da noiva entrega a aliança dela para o noivo, e vice-versa. Significa que a família está acolhendo aquela pessoa.

8. Troca de alianças

Sobre a mesa do altar, ficam alguns objectos representando os quatro elementos da natureza. A sacerdotisa  pede para que o casal seja abençoado pela terra, representada por um prato de sal. A bênção do elemento água vem quando os noivos bebem um cálice com o líquido. O casal acende um incenso, cujo fumo representa o ar, e uma vela, que simboliza a chama do amor. Por fim, as alianças são lavadas com água consagrada, preparada especialmente para o rito. Os noivos, finalmente, trocam as alianças.

9. Bênção Final